Para Dagomé (Por ocasião de seu aniversário).

Eu, desde minha infância tive heroínas e heróis. Os primeiros foram;  meu pai, minha mãe e minha avó, depois vieram meus tios, os motoristas de caminhão, os professores  e Dumont  inventor do avião. Todos esses de carne e osso.  Com advento da escola dentro das paginas dos livros- ainda sem saber ler, me deslumbrei com a saga do menino Ataliba, sua irmã Nina, seus bichinhos de estimação, o fofo gato Mimi e o cachorro Sapeca. Aprendi a decifrar as letras e alcei voos maiores no mundo da fantasia.  Vaguei nos sonhos de Wall Disney e todos seus personagens. Fiz viagens intergalácticas, me tornei companheiro dos super-heróis da extinta editora EBAL. Através da literatura conheci o falcão, meu primeiro super-herói negro das historias em quadrinhos.

Falando de ídolos e heróis
Feitos de carne e osso
Tenho José do patrocínio
Machado e Lupicínio
Tenho Mandela e Pelé
Carmem Silva e Alcione
Whitney Houston, Tina Turner
As Silvas-Chica e Benedita
Chico César  e Macalé
Enfim o universo é vasto
De negros do tipo colosso
Mas dentro de minha cidade
Tenho um nome no posto
Tenho a honra imensurável
De ter como herói notável
Um amigo no dia a dia
Nesse universo de gênios
Super baiano discreto
Muti-talento seleto
Musico poeta e pintor
Ser cem por cento humano
Compositor de destinos
Um fomentador de sonhos
Ativista irrequieto
Persistente sonhador
Crente na fé solidaria
Filho de Dona Jovita
E do padeiro Seu Teté
É meu artista preferido
O aniversariante do dia
O grande Paulo Dagomé.

Edvair Ribeiro em 29/09/2015


Edvair Ribeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram