Reunião da Rede Intersetorial de São Sebastião em 1° de Julho de 2015

Por Isaac Mendes*

Fotos por Isaac Mendes


Como em toda primeira quarta feira do mês, a Rede Intersetorial de São Sebastião se reuniu para tratar sobre assuntos relacionados ao desenvolvimento sociocultural da nossa cidade. Estiveram presentes representantes de diversas entidades governamentais e não governamentais. A reunião aconteceu à sombra das árvores do Parque ambiental do Bosque e teve como pontos de pauta: a revitalização do Parque Ambiental do Bosque, o lançamento do programa “Pacto pela vida” em São Sebastião e a campanha de reconstrução do Espaço Criarte.


INFORMES:


Fernanda, Assistente Social da Secretaria de Saúde, colocou que é preciso reconstituir o PAV (Programa de Pesquisa, Assistência e Vigilância à Violência). Agora, com a chegada da psicóloga Neuza Mara que pediu remoção do Hospital de Santa Maria, a equipe está retomando e se preparando para oferecer o atendimento para a população, desde crianças a idosos, vítimas de violência. Até Agosto a equipe estará em processo de capacitação, reconhecimento da rede e visitando outros PAVs.

Alguns PAVs, de outras R.A.s, atendem de maneira específica (só criança que sofreu abuso ou só adultos, por exemplo), mas por enquanto o PAV de São Sebastião não tem condições de atender dessa forma. Se a demanda aumentar a luta vai ser pela ampliação do núcleo.

Guilherme Carvalho, ator produtor e representante do DF em Movimento e Coletivo Mangueiral, falou sobre o “Circuito Praça Pública”, ação realizada pelo DF em Movimento, que é um espaço de diálogo entre sociedade civil e poder público. Falou sobre o Coletivo Mangueiral, que está realizando uma ação de defesa e em prol da estruturação do Parque do Jardins Mangueiral, relatando que há divergências quanto à destinação e uso da área. Informou sobre ações desenvolvidas pelo Centro de Práticas Sustentáveis, que é o único equipamento público do Mangueiral, e da disputa política para transformá-lo no Centro Administrativo do Jardim Botânico. Guilherme coloca que não é adequado mudar a função desse equipamento que tem prestado um belo serviço para a comunidade do Mangueiral.

Guilherme relatou também que a Associação dos Amigos do Jardins Mangueiral (AAJM) solicitou que o Jardins Mangueiral se tornasse parte do Jardim Botânico e não mais de São Sebastião, sendo publicado no dia 24.06.15 no DODF, página 12, Portaria que vincula Jardins Mangueiral ao Jardim Botânico quanto expedição de alvarás e Habite-se. O Administrador de São Sebastião, Jean Duarte de Carvalho, explicou que Jardins Mangueiral ainda é parte de São Sebastião e colocou que a AAJM enviou documento demonstrando claro interesse em se vincular administrativamente ao Jardim Botânico e argumentando que o Jardins Mangueiral tem mais chances de receber recursos para construção de equipamentos públicos como o Centro de Saúde, por exemplo, o que acabaria sendo uma injustiça com São Sebastião que luta a anos por essa causa. Jean expressou a importância em se reconhecer que a necessidade de São Sebastião é maior e explicitou que já deu seu aval quanto a desvincular administrativamente Mangueiral de São Sebastião. Diz que é preciso acatar a vontade dos moradores do Mangueiral.

Luis Fuguet, Conselheiro de Saúde, expressa sua indignação quanto a essa vontade da AAJM em se desvincular administrativamente. E trouxe para a discussão a falta de Pediatras no atendimento público e do possível fechamento da pediatria do Centro de Saúde de São Sebastião. Os conselheiros de Saúde foram em busca de respostas quanto a essa questão. Relatou sobre a Conferência Regional de Saúde e a participação reduzida da população. Outro informe trazido por Fuguet foi acerca de cadastramento e mapeamento das instituições sociais realizada pela Subsecretariade Movimentos Sociais e Participação Popular (SUBMOP) que pode ser feita clicando aqui. Luis Fuguet solicitou a Isaac Mendes, representante do Fórum de Entidades Sociais, para que divulgasse para as instituições a importância de fazer esse cadastro. Fuguet também falou sobre o “Siga Brasília”, portal de transparência desenvolvido pela controladoria do GDF que pode ser acessado clicando aqui.

Junior Ribeiro, Conselheiro de Segurança, falou sobre o Conselho Comunitário de Segurança (CONSEG-SS) e sobre a importância de explicitar à população o que é e o que faz o CONSEG.  Informou que as reuniões do CONSEG acontecem mensalmente de forma itinerante, sempre na penúltima segunda feira, as 19 horas. Solicitamos que o local das próximas reuniões seja compartilhado no e-mail da rede.

PAUTAS:


O ponto de pauta sobre o Pacto Pela Vida não entrou em discussão porque a pessoa convidada para falar sobre o assunto não compareceu. Deixamos para abordar a questão na próxima reunião da rede.


O primeiro ponto de pauta discutido foi a Reconstrução do Espaço Criarte, sendo relatado por mim, Isaac Mendes, que a partir de bazares e doações conseguimos levantar recurso para iniciar a reforma do Espaço, mas precisaremos de mais. Estamos rifando um tapete, um quadro, um colar e uma gravura. A rifa custa 30 reais e o sorteio será dia 10.07.15. A reconstrução do espaço é importante para São Sebastião, pois possibilitará a Associação Ludocriarte participar do conveniamento com a Secretaria De Estado do Desenvolvimento Humano e Social (SEDHS) e voltar a atender as cerca de 600 crianças e adolescentes. Luciana Leão, Coordenadora do CRAS-SS, abordou os empecilhos burocráticos que estão atravancando o processo e foi solicitado o apoio da rede em cobrar agilidade para que São Sebastião não fique mais tempo sem o serviço de fortalecimento de vínculos.

Também abordamos a necessidade de Revitalização do Parque Ambiental do Bosque. Isaac Mendes falou sobre a experiência do Movimento Supernova com o Domingo no Parque, evento que acontece uma vez por mês no intuito de ocupar o parque com arte e cultura. O ideal seria que a ocupação fosse diária, porém o abandono em que se encontra o espaço dificulta ações nesse sentido. A falta do ponto de Energia e iluminação dificulta o uso de aparelhos elétricos de som e imagem, que por sua vez dificulta a realização de evento e acaba atraindo a criminalidade. Sem ocupação a PMDF não disponibiliza contingente. Sem policiamento a população se sente insegura e não ocupa. Estamos em um círculo vicioso e precisamos mudar essa realidade.


ENCAMINHAMENTOS:

  • A Administração Regional de São Sebastião realizará Audiência Pública para tratar sobre a possibilidade de desvincular administrativamente Jardins Mangueiral de São Sebastião.


  • A Administração Regional de São Sebastião se comprometeu a instalar ponto de energia e iluminação no Parque.


  • A próxima reunião da Rede será na sede do Conselho Tutelar do Jardim Botânico.


Isaac Mendes é morador de São Sebastião, atua no Movimento Cultural Supernova, na Associação Ludocriarte, no Fórum de Entidade Sociais de São Sebastião, pesquisador no GEPPHERG-UnB (Grupo de Pesquisa em Políticas Públicas, História, Educação das Relações Raciais e Gênero) e está Conselheiro Tutelar do Jardim Botânico.








SuperNovas

2 comentários:

  1. Muito bom, Isaac. Eu não pude participar da última reunião da Rede e esse relato aqui, me deu a oportunidade de me situar. Muito obrigada!
    Leticia Ribeiro - IFB/São Sebastião

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Letícia! Obrigado! Sempre que posso escrevo um relato dos nossos encontros. Fiz aqui apenas uma síntese do que foi colocado na reunião. Esperamos você no próximo encontro. Grande abraço!

      Excluir

Instagram