ARTESANATO DE PERGUNTAS Carla Andrade lança livro no Domingo no Parque em São Sebastião - DF

Por Ana Cristina
A poeta e jornalista Carla Andrade, em sua jornada de fazer versos, lança no dia 16 de março, a partir das 14h, no Domingo no Parque, o livro Artesanato de perguntas, obra costurada, imaginada, sonhada, desenhada, vivida nos últimos cinco anos. O lançamento marca o final de uma trajetória iniciada logo após a edição de seu primeiro trabalho, Conjugação de pingos de chuva, de 2007.
Mineira de Belo Horizonte, Carla já pode se dizer uma mineiro-brasiliense, pois há mais de uma década vive no Planalto Central, sempre atuando na área de formação, Jornalismo, e se alimentando diariamente de palavras poéticas. Ler seus versos é mergulhar em um mundo paralelo de imagens, cores, sabores, aromas, lembranças, sonhos, desesperanças, saudades, fantasia, amores, erotismo e por aí pelo infinito. É submergir em um verdadeiro artesanato de perguntas. Afinal, para que respostas?
“Sentirás que aos poucos a poesia de Carla Andrade vai penetrando nos teus olhos e te lendo”, escreve o poeta Nicolas Behr na orelha do livro. No “Prefácio”, o também poeta Alberto Bresciani não fala mais que a verdade ao considerar que os “Novos poemas de Carla Andrade recusam a monotonia e a estagnação,[afinal]Carla tem o ‘andar curioso/ de quem não se acostuma mais a olhar sem ver’ (do poema Vietnã)”. 
E seu olhar vai longe dentro de si, do outro, do espaço ao redor, passa pelo Vietnã, Argentina, Itália, Tailândia... e volta para seu próprio interior. Inquieta, se não pode viajar pelo tempo e pelo espaço, Carla viaja nos vocábulos, nos sentimentos, nos detalhes ocultos àqueles que não querem ver. Questiona o cotidiano da solidão entre pessoas, abre as vísceras de uma contemporaneidade em que a imaginação, o diálogo, a contemplação, a simplicidade vêm sendo tragadas pelo abismo de uma sociedade cada vez mais desintegrada, apartada da essência humana.
Para completar sua poesia de sentir, de comer, de degustar, de nos ler, ilustrações da artista gráfica Marina Soares, materializando imagens em traços delicados, tão poéticos quanto as linhas melódicas (ou não) de Carla Andrade, que não escreve para ser compreendida, mas para fazer viajar – mesmo que se esteja quieto em um apartamento qualquer das Asas, ou em qualquer das cidades do Distrito Federal, de Minas, do Brasil, do mundo ou em nós.
Artesanato de Perguntas recebeu recursos do Fundo da Arte e da Cultura (FAC), da Secretaria de Estado da Cultura do Distrito Federal.

O quê? Lançamento do livro Artesanato de perguntas, de Carla Andrade
Quando? Dia 16 de Março de 2014
A que horas? A partir das 14h
Onde? No Parque Ambientaç do Bosque - São Sebastião - DF

Falar com quem? Carla Andrade – 61 9634 3966

SuperNovas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram