INTERESSO-ME SIM, POSSO?



Interesso-me sim, posso?
Pelo brilho dos teus olhos
Por tuas curvas tuas retas
Por teus suores teus poros
Por teus sonhos tuas metas

Interesso-me sim, posso?
Por teus passos teus caminhos
Por tuas idas tuas vindas
Por tuas folhas e pergaminhos
Por tuas cicatrizes e feridas

Interesso-me sim, posso?
Por tua coragem teus medos
Por teus fatos de memória
Por teus temas e enredos
Que compõem a tua historia

Interesso-me sim, posso?
Por tuas bocas tuas fendas
Por tuas manhas tua ginga
Teus hálitos teus aromas
Teus imãs tuas mendigas

Interesso-me sim, posso?
Por teus sumos tuas ervas
Teus rumos e descaminhos
Tuas luzes e tuas trevas
Teu relho e teu pelourinho

Interesso-me sim, posso?
Por tua submissão fingida
Por teu esgar teu furor
Teus gestos de paz ativa
Por teu ar enganador

Interesso-me sim, posso?
Por teus lençóis amassados
Pelas batalhas renhidas
No desenrolar do pecado
Pra renovação da vida

Interesso-me sim, posso?
Pelo gosto de suas bocas
Pelo cheiro do teu cio
Que me faz seguir você
Como água ao leito do rio

Edvair Ribeiro, em 21/02/2011

Edvair Ribeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram