Reunião da Rede Intersetorial 08/04/15.

 Por Isaac Mendes*
Rede Intersetorial de São Sebastião - DF
Na manhã de ontem, entidades da sociedades civil e representantes do poder público estivemos reunidos na reunião da Rede Intersetorial de são Sebastião, que aconteceu na sede da ASP (Associação Social do Planalto). Um encontro com participação expressiva de entes e agentes do fazer social.
A discussão girou em torno dos caminhos da coleta seletiva na nossa cidade e no DF. Representantes do SLU (Serviço de Limpeza Urbana) apresentaram a remodelagem da Coleta Seletiva em nossa comunidade.
A empresa que fazia a Coleta Seletiva não se interessou em renovar o contrato, pois houve baixa adesão e inviabilidade econômica. Então, outra empresa que foi licitada pra outro lote, foi chamada, mas não quis assumir o lote 03 (onde se encontra São Sebastião) onde a coleta seletiva estava inviabilizada economicamente. Temos então um impasse à medida que, também, o GDF não tem viabilidade financeira para abrir uma nova licitação.
Como atender aquelas pessoas que fazem a coleta seletiva para que elas não se sintam desistimuladas? A ideia apresentada foi o projeto dos LEV’s (Locais de Entrega Voluntários). Quantos LEV’s são necessários para suprir a demanda de nossa comunidade? O estudo apresentado aponta cerca de 35 LEV’s, baseado em dados da CODEPLAN de 2011.
Projeto LEV'S (Locais de Entrega Voluntária)
A proposta enfrenta algumas hipóteses negativas, por exemplo: onde colocar os LEV’s? A diminuição na participação da população por não ter mais os resíduos sólidos recolhidos na porta de casa e a questão dos recursos financeiros. Para esta última a estratégia utilizada está sendo a busca por patrocínios parcerias com Administrações Regionais, Escolas, COSE, CRAS, PECs, Igrejas, a ECOLIMPO, a COOPERUNIAO, Postos de gasolina etc.
Sueli Borges problematizou a discussão levantando algumas considerações: O fato de todo o material da coleta seletiva sair daqui e ir pra outra região, (Lixo é dinheiro!) sendo que aqui existe uma cooperativa de catadores, e sobre quem vai se responsabilizar pela manutenção e higienização dos LEVs. Pois sem isso os LEV’s serão mais um equipamento a ser depredado e esquecido.
Sobre a destinação da coleta seletiva, @s representantes do SLU colocaram que têm trabalhando em parceria com a ECOLIMPO ao longo de dois anos, mas que destinar a coleta seletiva à ECOLIMPO não está sendo viável, pois eles não têm uma balança para pesar o lixo aqui na cidade. Todavia pode ser que o IBRAM doe uma balança que será instalada na área do SLU, resolvendo assim esse impasse.
Ponderei que é preciso uma transformação das nossas práticas sustentáveis e que estamos imersos em uma cultura de negação do lixo e tudo que nos causa incomodo. Queremos simplesmente nos livrar da sujeira, não importa para onde ela vá, portanto que vá para longe. Mas o lixo não de dissolve, não evapora simplesmente, vai para algum lugar, ou seja, a Estrutural (nossa Ilha das flores) onde a falta de planejamento, intervenção do poder público e de políticas públicas tem levado à miséria e à morte vários trabalhadores e trabalhadoras.
Francisco Mendes, assessor especial da diretoria técnica do SLU ressaltou que está sendo fortalecida a parceria com as CRE’s (Coordenadorias Regionais de Ensino) e com as cooperativas de catadores. Porém algumas regiões não têm cooperativas formalizadas.
Dia 29 de Abril será realizado o "Fórum: Destino dos resíduos sólidos de São Sebastião" para debatermos o "Destino dos resíduos sólidos de São Sebastião".
Viviane, representante do Conselho Regional de Saúde, levou informações sobre a situação caótica pela qual vêm passando a UPA - SS (Unidade de Pronto Atendimento). Poucos pediatras e pacientes que aguardam muito tempo para serem atendidos, pois o contrato com os técnicos de enfermagem foi encerrado e os que ficaram estão atendendo em regime de hora extra para que não se feche as emergências. Os concursados do último concurso precisam ser chamados o quanto antes.
Rede Intersetorial
No próximo encontro já temos como ponto de pauta o combate ao abuso e a exploração sexual infantil.

*Isaac Mendes é integrante do Movimento Cultural Supernova e Conselheiro Tutelar do Jardim Botânico.

SuperNovas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram