SIM AO ALBERGUE - Uma vídeo-contribuição ao debate sobre a Casa de Acolhimento de São Sebastião - DF



Em fins de 2013 A Associação Ludocriarte realizou um curso de formação de Vídeo para educadores, através do projeto Direitos em Foco, uma parceria com a SECriança/FDCA.
20 educadores da cidade de São Sebastião participaram do curso que os capacitou a trabalharem o audiovisual na comunidade
O resultado foi a produção de 4 filmes que trazem a temática dos direitos das Crianças e adolescentes.
Todas as etapas foram construidas pelos participantes do curso, desde a elaboração de projeto, passando pela construção do roteiro, filmagem e edição

ACOLHER É UM ATO DE AMOR, é um desses filmes.
O filme fala sobre uma família que descobre que em sua cidade será construído um Albergue. A família mostra muita união quando abre a discussão do assunto permitindo que todos os membros, inclusive uma criança, dê a sua opinião sobre o tema.
Um belo filme....

Gilcarla Coelho, Márcia Mendes, Nayane Rodrigues e Edvair Ribeiro produziram este belo trabalho sendo este último o atual Coordenador Geral do Movimento SuperNova, que mantém este blog.

Abaixo 10 motivos porque defendemos a Unidade de Acolhimento em nossa cidade:

1- A unidade de acolhimento é um equipamento público do Sistema da Assistência Social necessário que receberá imigrantes, pessoas em situação de rua, em trânsito e famílias desabrigadas em moradia provisória;

2- A estrutura contará com uma equipe psico-social de psicólogos, assistentes sociais, educadores sociais e técnicos para acompanhar e buscar vínculos sociais dos moradores;

3- Serão construídas casas de acolhimento em São Sebastião, Planaltina, Ceilândia. A demanda para a população em vulnerabilidade é crescente. Nossa cidade já chega a 100.000 habitantes e necessitamos deste serviço;

4- Precisamos de todos os equipamentos sociais em nossa cidade! CAPSI Alcool e Drogas, COSE, CREAS, CRAS, Saúde da família, e todos estes serviços são relacionados entre si;

5- Não existem pessoas menos humanas que outras. Cuidado com preconceito;

6- Como princípio precisamos exigir mais políticas públicas. O estado brasileiro tem uma dívida histórica com os que mais necessitam;

7- Ninguém é pobre por que quer. Pessoas tem históricos de vidas diferenciados;

8- Em Brasília historicamente se percebe a segregação das pessoas nos espaços da cidade . Não façamos o mesmo com o outro;

9- Não podemos cair em manipulações eleitoreiras que pregam a política do medo e preconceito. Antes de cair nas mentiras precisamos nos informar sobre o papel social dos espaços da assistência social e sua obrigatoriedade;

10- Devemos reivindicar o direito a dignidade das pessoas e a construção de um mundo melhor: temos que nos unir e assumir nesta causa. SIM A UNIDADE DE ACOLHIMENTO EM SÃO SEBASTIÃO!

A SuperNova reafirma sua posição em cossonância com este documento produzido no Fórum de Entidades Sociais de São Sebastião.

SuperNovas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram