ENFIM, NOS OUVIRAM PARTE 2 - Manifesto da SuperNova pela construção da Casa de Cultura é atendido!

Após vários meses realizando saraus em função da construção do Complexo Cultural de São Sebastião, tendo inclusive publicado um Manifesto em prol da liberação dos recursos para a obra, o governo anuncia:
Recursos serão utilizados para construir unidades para jovens
BRASÍLIA (18/12/13) - O Conselho de Administração do Fundo de Desenvolvimento Urbano do Distrito Federal, Fundurb, aprovou, nesta quarta-feira (18), a liberação de verbas para duas construções que vão incentivar a cultura e a qualificação profissional dos jovens em seis cidades.

Serão liberados pelo GDF quase R$ 15 milhões para construção de Centros de Juventude em Brazlândia, Gama, Planaltina, Santa Maria, São Sebastião e Sobradinho, sendo que São Sebastião também vai ganhar um complexo cultural, antigo sonho dos moradores da cidade.

Os centros de juventude permitirão ao governo local executar a política existente para essa camada da população. "Não haveria como fazer, por exemplo, política de Saúde sem que houvesse hospitais e centros de saúde. Da mesma forma, não haveria como implantar políticas voltadas para a juventude sem esses centros", explicou Carlos Odas, coordenador de Juventude, da Secretaria de Governo.

Nesses centros, quem tem entre 15 e 29 anos encontrará, entre outros programas, qualificação para o mercado de trabalho e muitas atividades voltadas para a cultura.

Cada centro custará R$ 1,6 milhões e vai oferecer atividades de acordo com as necessidades de cada região. "Em alguns centros haverá estúdios de gravação de CD e ilhas de edição, em outros, uma programação mais voltada para o teatro, para a dança", informou Odas, acrescentando que o jovem de uma cidade poderá frequentar sem qualquer problema o centro de outra localidade.

Em São Sebastião, não apenas os jovens, mas todos os moradores poderão frequentar o Complexo Cultural, que terá biblioteca, auditório, pavilhão para várias atividades e bicicletário, entre outros equipamentos e espaços públicos.

O custo da obra está estimado em R$ 5,2 milhões. A expectativa de artistas locais é que o centro absorva a procura da população por atividades como as artes plásticas, por exemplo. "São muitos talentos que nascem, mas que morrem também. Cada um tem um dom, mas esse dom precisa ser descoberto, incentivado e profissionalizado. Sem um complexo cultural, é difícil atender essa procura", argumentou o artista plástico Chico Metamorfose, morador de São Sebastião.

O secretário de Habitação, Regularização e Desenvolvimento Urbano, Geraldo Magela, aponta o Fundurb, administrado pela Sedhab, como um caminho para incrementar setores dinâmicos no DF.

"O governo tem que colocar dinheiro na Saúde, na Segurança, no Transporte, na Educação. O Fundurb democratiza a forma de aplicação do dinheiro na sociedade", concluiu Magela.

Os editais de licitação para as obras serão lançados em breve. O GDF espera que o Complexo Cultural e os Centros de Juventude estejam prontos no ano que vem.


paulo Dagomeh

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram