ENTREVISTA - Movimento SuperNova na 2ª Conferência de Juventude do DF


 O movimento SuperNova é uma entidade representativa das comunidades de baixa renda das periferias do Distrito Federal. Na cidade de São Sebastião, o movimento começou a se reunir em 2003 para debater as diversas necessidades de espaços para apresentações na comunidade. Eram artistas do teatro, música, poesia, dança, literatura e artes plásticas, que deram início a um movimento artístico para dar estrutura e vitrine para difusão cultural em São Sebastião.


Com o principal objetivo de ser uma entidade do movimento cultural, nas diversas modalidades artísticas e nas culturas populares, o grupo apóia ações que garantam à população de baixa renda o acesso à cultura, aos direitos e à cidadania. Com isso, o movimento SuperNova declarou interesse em participar da 2ª Conferência de Juventude do DF, para debater tais políticas públicas.

A coordenadora de teatro do movimento, Thais Rodrigues, conversou conosco sobre a experiência. Para Thais, a iniciativa de promover a Conferência de Juventude nas cidades é muito importante para o Distrito Federal. “Temos vários problemas nas mesmas áreas, ressalvando, é claro, a particularidade e especificidade de cada uma. Com a Conferência, poderemos ver o que cada cidade precisa e o que pode ser feito”, afirmou. Confira abaixo a íntegra da entrevista:

Como foi a decisão do grupo em participar da Conferência?
Escolhemos pessoas do movimento que tinham interesse declarado na temática, principalmente as que se engajavam em projetos que tinham interface com o público juvenil.

O que vocês acham que pode mudar na cidade, após a realização dos debates na Conferência de Juventude?
Uma atenção maior para áreas que carecem de maiores e melhores investimentos, como saúde e educação, além de espaços públicos de encontro e convivência, especialmente dentro da comunidade escolar.

O que ainda precisa mudar na cidade, visando a inclusão cultural e artística dos jovens, e que a Secretaria de Juventude pode auxiliá-los?
É necessário criar mais espaços de cultura, democratizar o acesso, desenvolver a diversidade de valores, além de valorizar o sentimento de pertencimento e a alteridade.

Há algum ponto de debate que não foi discutido na Conferência de Juventude, e que é relevante para melhoria da qualidade de vida dos jovens de São Sebastião?
Todas as áreas foram discutidas, mas precisamos mostrar resultados e aprofundar ainda mais as discussões.

As propostas da 2ª Conferência de Juventude do DF serão encaminhadas para a Conferência Nacional de Juventude, a ser realizada entre os dias 9 e 12 de dezembro, em Brasília. Aguarde!

Fonte: Secretaria de Juventude do Distrito Federal. Disponível em http://sejuvdf.blogspot.com/2011/11/entrevista-movimento-supernova-na-2.html?spref=tw. Publicado em 22/11/2011.

SuperNovas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram