PANDORA



Te quero candura, com ar ternura
Cheiro de flor pura e gosto de mel
Te quero serena, clima primavera
Com jeito inocente, pureza Maria


Te quero devassa, furor que devora
Te quero pondo em xeque minha liderança
Te quero impura, com ar de pecado
Te quero tentação brotando dos poros


Te quero imperfeita, pérfida, desfeita
Te quero concubina, com ar de menina
Te quero impura, um pouco de fel, ousada segura


Te quero mistura, cristalina e segredos
Eu quero teus medos, te quero pandora
Eu quero você, assim como és, mistério, mulher

Edvair Ribeiro, em 08/11/2010, às 2h35

Edvair Ribeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram