Morrendo em cima do perdão

Morrendo em cima do perdão,
A Igreja matava os mais fiéis,
Degolados caídos ao chão,
Queimados em fogaréus.

O amor entre pessoas é pecado,
Não pode ser amado.
E qualquer padre vai molestar
Aquela freirinha sem a quem suplicar,
Morrendo em cima do perdão
caída violentada ao chão.

E aqueles pastores que desejam o dinheiro,
Vendem o céu só para sentir o cheiro,
Da sua sujeira
Não cai a ficha que é besteira

É tão importante o seu capitalismo,
O seu egoísmo,
Que não vê seu corpo enrugando,
Sua água esgotando,
Então mate,
Assalte!

É tão importante quanto a sua morte,
Nunca provou da agonia,
Talvez seja sorte,
Talvez seja ironia,
Mate os filhos teus
Depois compre o perdão de Deus.

SuperNovas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram