Edvair Ribeiro profere palestra para professores de São Sebastião

  
Nesta quinta-feira, dia 25 de março de 2010, o escritor e supernova Edvair Ribeiro deu uma verdadeira lição de vida e de história para um grupo de professores da rede de ensino de São Sebastião, em uma sala da DRE (Diretoria Regional de Ensino).
  
Edvair foi à oficina por convite de Cleinaan, uma das coordenadoras da oficina e ex-professora de Edvair Ribeiro.

A oficina é um curso de capacitação para professores, realizada pela Escola de Aperfeiçoamento dos Profissionais de Educação (EAPE) em parceria com a DRE, visando às Olimpiadas de Língua Portuguesa.
  
Uma oficina de multiplicadores: a professora Luana Pimentel fez um curso, trouxe-o para os professores representantes de diversas escolas de São Sebas, que levarão o aprendizado para os demais de suas escolas, que apresentarão para a sala de aula, o que se refletirá nos resultados das Olimpíadas. Mas os conhecimentos em questão não se limitam às Olimpíadas. São perenes e se refletirão em todas as instâncias do ensino.
  
  O curso se propõe a formar professores com uma nova visão do ensino, da escola, e do aluno, por meio de suas oficinas práticas temáticas. Professores de várias áreas do conhecimento como ciências, história, sociologia e lingua portuguesa, é claro, aprendem, sentindo na própria pele maneiras inovadoras de ensinar a literatura, a lingua portuguesa e suas modalidades para os alunos. O próprios professores se submetem aos exercícios, produção de texto, trabalhos, dinâmicas e atividades, discutem-os e aprendem a ensinar, ou reaprendem, por assim dizer. Tudo isso visando, é claro, às Olimpíadas, que envolverão todo o território nacional, podendo participar alunos regularmente matriculados na rede de ensino. As inscrições das Olimpíada vão até dia 14. Os interessados podem obter mais informações no site das olimpíadas.
  
  O tema das olimpíadas é "O Lugar Onde Vivo". É aí que Edvair entra em cena. Edvair é a história viva de São Sebastião. Quando os primeiros habitantes começaram a lotear a cidade, Edvair estava lá. Quando os tijolos de Brasília foram construidos nas olarias San Sebastianenses, Edvair estava lá. Quando as primeiras olarias foram construídas, Edvair estava lá. Quando são Sebastião era apenas uma grande fazenda de escravos, Edvair estava lá. Quando o grande festival de WoodStock aconteceu, Edvair estava lá. Quando o Grande Meteoro dizimou os dinossauros (reza a lenda que em São Sebastião, por isso a cidade está dentro de uma cratera), Edvair estava lá! Portanto, ninguém melhor do que o próprio para relatar essa história, por intermédio, claro, de suas experiencias pessoais e de toda a sua verve literária e sua "prolixidade popular "(isso não existia, mas Edvair inventou). História essa que vem se perdendo e sendo negligênciada e falseada até. Prova disso era a estupefação geral dos professores presentes. Porque a enorme descarga de informações ali despejada era informação ignorada pelos autos da história oficial. Uma história que ninguem ali conhecia, não por desinteresse mas por pura falta de acesso. Aliás, muito pelo contrário, estavam todos interessadíssimos. Ouvidos atentos. O silêncio e a concentração só não foram maiores por causa da rajada de perguntas feitas por todos ali. todos queriam saber mais sobre o vasto conhecimento de Edvair. Não só sobre São Sebastião. Sobre o Brasil. Sobre o mundo. Sobre as pessoas. Edvair cativou todo mundo. O coitado deve estar com a agenda lotada até o centenário de Brasília, porque trocou contato com muita gente lá.

A iniciativa das professoras Cleinaan e Luana Pimentel é realmente louvavel. Para Cleinaan, não basta você dar aula em um determinado lugar, despejar todo aquele conhecimento e ir embora de lá, simplesmente. É preciso conhecer a história daquele lugar, a realidade daquele lugar e as pessoas daquele lugar. Ela deixa o convite: "Convido todos os professores a dialogar com os moradores da cidade, pois com certeza aprenderão muito!". 

Edvair foi embora, mas a semente ficou. Se não a semente do esclarecimento, ao menos a semente da dúvida...
Se você quiser mais de Edvair e de São Sebastião, acesse http://www.euumgrio.blogspot.com/ e acompanhe as atualizações na lista de blogs do SuperNovas.

d.b

4 comentários:

  1. Edvair, meu ídolo, griô imcomparável, mutante supernova, exemplo de ética, meu segundo grilo falante ( o primeiro é o Daniel ) eu te amo.

    ResponderExcluir
  2. Mas o texto do Devana também ficou um primor...

    ResponderExcluir
  3. Parabéns Devana.
    Brilhante!
    Edvair realmente arrasou!

    ResponderExcluir

Instagram