Flores azuis, canções de ninar: música

Neste exato momento fui novamente abençoada pela lista aleatória, que pôs em meus ouvidos a música que eu estava precisando ouvir. Imagina você uma música dos anos noventa, com características psicodélicas com uma voz pós-punk. Mazzy Star é o que sintetiza isso.
Eles eram como o dark side da psicodelia. Algo como um folk melancólico, guitarras distorcidas, tédio excitante nas músicas.
Intimismo era meio destacado do ritmo que estava em foco nos anos 90, mesmo que as texturas musicais remetam às viagens de LSD propostas pelo rock psicodélico de 60.
As letras são tão enigmáticas que, para alguns críticos, são vagas. Ganham uma roupagem especial na voz doce de Hope Sandoval. A banda em si era mais como um acompanhamento para Hope e David Roback, o guitarrista. Pareciam ter nascido um para o outro. Eram perfeita simetria. Ele queria a palavra Mazzy no nome da banda, e Hope queria Star. Em inúmeras entrevistas respondiam apenas com palavras monossilábicas ou com sinais. Havia um mistério que era descrito nas letras das músicas, nos riffs simples e hipnotizantes. Na voz doce de Hope que deixa o ar denso. Algo que beira a realidade que todos nós sonhamos.
Seu primeiro álbum foi um pós-punk que girava em torno de obscuridade atraente, com fortes vertentes em ícones psicodélicos como a música The End, da banda The Doors, e What Goes On?, por Velvet Underground. Isso é apenas uma parte do mundo Mazzy Star. A liberdade que tinham entre um acústico, um blues pesado com tendências folk, distorções e gaitas, é admirável.  Os feedbacks deles, as distorções e reverbs envolviam a voz sutil de Hope, e isso, claro, causa um ecstasy inflamável.


Ela foi por muito tempo caracterizada pela sua timidez. Associavam a ela o adjetivo waifish (algo como inerte). Mas é só ouvir as letras de suas músicas que se percebe como o silêncio é gritante. A sua voz doce ganha um peso pelo teor de suas palavras. Palavras simples ganham um novo ar com esse timbre tão único sem nuances. As músicas basicamente são lineares, sem muita diferenças em tons. 
Eles não eram muito fixados em ganhar popularidade. Porém, a popularidade foi quase que uma amante para a banda. Com o single Wild Horses*, originalmente gravado pela banda Rolling Stones, ganhou uma das versões mais lindas da música. Mas a música que é sinônimo da banda é Fade into You, escrita por Hope Sandoval.

Anne K.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram